O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald

Apresentando um Trecho do Livro

“No verão de 1922, a casa que eu aluguei ficava a uns cinquenta metros do mar, em uma das ilhas longas e estreitas que se estendem para o leste de Nova York. Era uma casa modesta, mas confortável, e eu estava contente com ela. Meu vizinho era um homem chamado Gatsby, que morava em uma mansão colossal, com uma torre de mármore e uma piscina de mármore, e mais de quarenta acres de gramados e jardins.

Gatsby era um homem misterioso. Ele dava festas extravagantes todos os fins de semana, para as quais pessoas de toda Nova York vinham sem serem convidadas. Elas chegavam em carros luxuosos e se divertiam até o amanhecer, mas ninguém sabia muito sobre o anfitrião. Alguns diziam que ele era um espião alemão, outros que ele havia matado um homem. Eu estava curioso para conhecê-lo.

Uma noite, recebi um convite para uma de suas festas. Quando cheguei, fiquei impressionado com o luxo e a opulência. Havia uma orquestra tocando, mesas cheias de comida e bebida, e pessoas dançando e rindo por toda parte. Mas Gatsby não estava em lugar nenhum. Finalmente, o encontrei em um canto tranquilo do jardim. Ele era um homem jovem, de aparência elegante, com um sorriso encantador.

— Sou Gatsby — disse ele, estendendo a mão. — Estou feliz que você tenha vindo.

Conversamos por um tempo, e ele me contou um pouco sobre sua vida. Disse que havia estudado em Oxford e servido na guerra. Mas havia algo em seu olhar que sugeria que ele não estava dizendo toda a verdade. Eu estava intrigado.

Com o tempo, descobri que Gatsby estava apaixonado por Daisy Buchanan, uma mulher casada que morava do outro lado da baía. Eles haviam se conhecido anos antes, mas ela se casara com outro homem enquanto ele estava na guerra. Agora, Gatsby estava determinado a reconquistá-la. Ele comprara a mansão em Long Island e dava as festas extravagantes na esperança de que ela aparecesse.

A história de Gatsby era trágica. Ele havia construído sua vida em uma ilusão, e sua busca pelo amor perdido o levaria à ruína. Mas, apesar de tudo, havia algo de grandioso nele. Ele era um sonhador, um homem que acreditava no impossível. E, por isso, ele se tornou uma lenda.”

“O Grande Gatsby” é um romance escrito por F. Scott Fitzgerald e publicado pela primeira vez em 1925. A obra é considerada um dos maiores clássicos da literatura americana e oferece uma crítica mordaz ao sonho americano. Ambientado na década de 1920, durante a era do jazz, o livro narra a história de Jay Gatsby, um homem misterioso e milionário que organiza festas extravagantes em sua mansão em Long Island. Através dos olhos do narrador, Nick Carraway, o leitor é levado a explorar temas como amorriquezailusão e tragédia. Gatsby é apaixonado por Daisy Buchanan, uma mulher casada, e sua busca incessante por reconquistá-la revela as falhas e a superficialidade da alta sociedade da época. “O Grande Gatsby” é uma leitura essencial para quem deseja entender mais sobre os valores e as desilusões da sociedade americana do início do século XX.

Category:

Customer Reviews

There are no reviews yet.

Be the first to review “O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *