Cartas de um diabo a seu aprendiz – C. S. Lewis

“Cartas de um Diabo a seu Aprendiz” é uma obra de ficção cristã escrita por C. S. Lewis e publicada em 1942. O livro é apresentado na forma de uma série de cartas fictícias de um diabo sênior, Screwtape, a seu sobrinho e aprendiz, Wormwood. Através dessas cartas, Screwtape oferece conselhos sobre como corromper a alma de um humano, conhecido apenas como “o Paciente”, e afastá-lo de Deus (referido como “o Inimigo” nas cartas).

A narrativa oferece uma perspectiva satírica e irônica sobre a natureza humana, as tentações do dia a dia e a luta espiritual entre o bem e o mal. Lewis usa o formato epistolar para explorar temas profundos de moralidade, fé, pecado e redenção, tudo com um toque de humor mordaz. O livro é amplamente apreciado tanto por sua sagacidade literária quanto por sua perspicaz análise das fraquezas humanas e da natureza do mal.

Meu caro Wormwood,

Notei com grande satisfação que seu paciente ainda é um mundano inveterado. Sugiro, porém, que a única coisa que importa é a extensão em que você consegue afastá-lo da Igreja e de qualquer tipo de cristianismo sério. Uma das suas grandes armas, como sabe, é o hábito. Se você conseguir que ele considere a Igreja como uma espécie de clube social onde as pessoas se encontram para tomar chá e jogar bridge, ou como um lugar onde se vai simplesmente para ouvir sermões interessantes, você terá feito um excelente trabalho. Mantenha-o longe de qualquer sentimento de solenidade, de reverência ou de temor; em outras palavras, mantenha-o longe do que o Inimigo chama de “adoração”.

O seu trabalho real, o verdadeiro trabalho a que você está destinado, é afastar a alma do homem de qualquer contato sério e direto com o Inimigo. Todo método que você emprega, toda sua habilidade, sua sagacidade e seus truques devem estar voltados para esse único fim. E você deve usar de qualquer meio ao seu dispor, por mais insignificante que possa parecer.

Uma das suas melhores armas, como já sugeri, é o hábito. Você deve usar o desejo humano de conformidade e o medo de ser diferente. Isso é particularmente eficaz quando se trata de jovens. Faça-os acreditar que o cristianismo é uma coisa antiquada, algo que as pessoas só fazem porque é o que sempre fizeram, e que as pessoas modernas e inteligentes não têm tempo para isso. Se você conseguir incutir isso em suas mentes, terá dado um grande passo para garantir a sua perdição.

Outro ponto importante é mantê-lo ocupado com coisas que não têm a menor importância, mas que parecem ser muito urgentes. Se você conseguir encher o tempo dele com coisas triviais e banais, ele não terá tempo para pensar em questões realmente importantes. Ele estará tão ocupado com seus compromissos sociais, seus hobbies e suas preocupações cotidianas que não terá tempo para pensar em sua alma ou em seu relacionamento com o Inimigo.

Lembre-se sempre de que seu trabalho é afastar a alma do homem do Inimigo. E a melhor maneira de fazer isso é mantê-lo distraído, ocupado e conformado com as normas sociais, e longe de qualquer pensamento sério sobre sua alma ou sobre a eternidade.

Seu afetuoso tio, Screwtape

Category:
Tag:
Autores

Customer Reviews

There are no reviews yet.

Be the first to review “Cartas de um diabo a seu aprendiz – C. S. Lewis”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *