Um dos maiores pensadores do século 18/19, os livros de C. S. Lewis impactaram muitas vidas e foram traduzidos em diversas linguas, atingindo a maior parte do mundo, seus livros trazer reflexões teológicas e aprofundadas sobre Deus e as coisas que enfrentamos, maneira de viver e muito mais.

  • As Cronicas de Narnia – C. S. Lewis

    Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal – o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é ‘O leão, a feiticeira e o guarda-roupa’, escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. MasLewis não parou por aí. Seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como ‘As crônicas de Nárnia’. Nos últimos cinqüenta anos, ‘As crônicas de Nárnia’ transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literaturaclássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações. Esta edição apresenta todas as sete crônicas integralmente, num único volume. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência de Lewis, cada capítulo com uma ilustração do artista original, Pauline Baynes. Enganosamente simples e direta, ‘As crônicas de Nárnia’ continuam cativando os leitores com aventuras, personagens e fatos que falam a pessoas de todas as idades.

  • Cartas de um diabo a seu aprendiz – C. S. Lewis

    “Cartas de um Diabo a seu Aprendiz” é uma obra de ficção cristã escrita por C. S. Lewis e publicada em 1942. O livro é apresentado na forma de uma série de cartas fictícias de um diabo sênior, Screwtape, a seu sobrinho e aprendiz, Wormwood. Através dessas cartas, Screwtape oferece conselhos sobre como corromper a alma de um humano, conhecido apenas como “o Paciente”, e afastá-lo de Deus (referido como “o Inimigo” nas cartas).

    A narrativa oferece uma perspectiva satírica e irônica sobre a natureza humana, as tentações do dia a dia e a luta espiritual entre o bem e o mal. Lewis usa o formato epistolar para explorar temas profundos de moralidade, fé, pecado e redenção, tudo com um toque de humor mordaz. O livro é amplamente apreciado tanto por sua sagacidade literária quanto por sua perspicaz análise das fraquezas humanas e da natureza do mal.

  • Cristianismo puro e simples – C. S. Lewis

    “Cristianismo Puro e Simples” é uma obra clássica de C. S. Lewis, publicada pela primeira vez em 1952. O livro é uma introdução ao cristianismo para leigos, baseada em uma série de palestras radiofônicas que Lewis deu durante a Segunda Guerra Mundial. De maneira clara e lógica, Lewis explora os princípios fundamentais da fé cristã, abordando temas como moralidade, a natureza de Deus, o pecado e a redenção. Através de sua argumentação persuasiva e estilo acessível, ele convida leitores de todas as crenças a considerar a relevância e a racionalidade do cristianismo.

  • Deus no banco dos réus – C. S. Lewis

    “Deus no Banco dos Réus” é uma coletânea de ensaios de C. S. Lewis, publicada postumamente em 1970. A obra reúne diversos escritos em que Lewis aborda temas teológicos e filosóficos, defendendo a fé cristã e examinando questões como a moralidade, a dor, o sofrimento, e a existência de Deus. O título do livro sugere a ideia de que a humanidade coloca Deus em julgamento, questionando Sua justiça e existência, mas Lewis inverte essa perspectiva, argumentando que são os seres humanos que devem ser julgados.
  • Os quatro amores – C. S. Lewis

    “Os Quatro Amores” de C. S. Lewis é uma obra clássica que explora os diferentes tipos de amor que moldam nossas vidas: afeto, amizade, eros e caridade. Publicado em 1960, este livro oferece uma análise profunda e acessível sobre como cada forma de amor influencia nossas relações e experiências. Com insights filosóficos e teológicos, Lewis revela a beleza e os desafios de cada tipo de amor. Ideal para quem deseja compreender melhor as complexidades do amor, “Os Quatro Amores” é uma leitura essencial. Encontre “Os Quatro Amores” de C. S. Lewis e mergulhe em uma jornada de autoconhecimento e sabedoria emocional.